Notícias

Alidata aumenta notoriedade à “boleia” do desporto automóvel

A Alidata, “softwarehouse” portuguesa que assinalará 35 anos em 2019, patrocina, há três anos, o piloto Manuel Gião, que, esta temporada, disputa o Campeonato Nacional de Velocidade de Turismo/TCR Portugal ao volante de um Kia Cee’d TCR
Alidata aumenta notoriedade à “boleia” do desporto automóvel

A empresa, que explica a aposta pelo facto de o desporto automóvel também obrigar a dispor de tecnologia de topo e rapidez de resposta, aproveita este apoio para receber uma “boleia” em termos de notoriedade.

“O patrocínio ao Manuel Gião dá à Alidata uma grande exposição, desde logo, pelo calendário nacional das provas de turismo, e também que são as mais populares junto do nosso público-alvo, sempre muito atento ao desporto motorizado”, disse à “Vida Económica” Fernando Amaral, chairman do grupo Sendys e CEO da Alidata. “Para além do patrocínio do carro, temos a possibilidade de desenvolver ações de ativação de marca de uma forma muito one-to-one com os profissionais de aftermarket. Esse momento relacional é uma excelente oportunidade para dar a conhecer as soluções oficinais Alidata de forma personalizada e com grande detalhe”, acrescenta. A mesma fonte realça, além disso, ações que a empresa desenvolve com o Manuel Gião e que se destinam a distinguir alguns clientes de forma particular.“No cômputo geral, este patrocínio proporciona à Alidata um mix de ações que nos permite chegar ao mercado potencial de uma forma altamente qualificada e com um grande valor acrescentado”, conclui Fernando Amaral.

Questionado sobre as razões de escolha do piloto Manuel Gião em concreto como escolha para patrocinar o desporto automóvel, a nossa fonte disse que foi “a opção natural” por várias razões.“Desde logo, pela notoriedade, pela impressionante carreira, e por ser um dos grandes nomes do desporto português”, começa por explicar. “Em 36 anos de carreira no desporto automóvel, o Manuel Gião é, sem dúvida, um dos melhores pilotos portugueses de todos os tempos, com provas dadas em competições nacionais e internacionais, nas mais diversas categorias, desde os karts aos fórmulas e, hoje, nos carros de turismo”, refere o executivo. “Tal como a Alidata, tem um percurso de mais de 30 anos num setor altamente tecnológico, em permanente evolução e onde o desafio é uma constante, mas no qual o fator humano é verdadeiramente diferenciador”, acrescenta. Para além destes elementos objetivos, “que foram fundamentais na escolha”, há outras duas ligações importantes, seguindo Fernando Amaral. “A paixão pelos automóveis, e ambos termos fortes ligações a Cernache do Bonjardim, de onde nos conhecemos desde criança. Quem me conhece sabe que este lado mais emocional é também importante nas decisões que tomo”, refere. Este será, portanto, um apoio a manter no futuro, ao que tudo indica. “Como diz o velho provérbio popular, em equipa vencedora, não se mexe”, explica o CEO da empresa.

Gião fala em “desafio acrescido”

Manuel Gião fala no apoio da Alidata como “um desafio acrescido”, pela parceria desenvolvida com uma empresa “com enorme sucesso” nacional e internacional. “Espero sempre corresponder ao apoio e confiança que os sponsors depositam em mim”, afirmou à “Vida Económica”.
Estas palavras de humildade não significam que o piloto não saiba o que vale em termos de imagem. “Tenho 36 anos de carreira e um dos mais prestigiados palmarés internacionais no desporto motorizado, aliás fui recentemente considerado pela revista/jornal Autosport (considerado a ‘bíblia’ do desporto motorizado em Portugal) como um dos dez melhores pilotos de velocidade dos últimos 40 anos. De salientar o facto de ser um dos melhores pilotos nacionais na velocidade, sinto que tenho um retorno mediático muito elevado, devolvendo àqueles que me apoiam e acreditam em mim um retorno justo”, indica.


Em termos gerais, Manuel Gião acredita que as empresas veem no patrocínio ao desporto automóvel um veículos de comunicação. “É um dos veículos de comunicação privilegiados pelo facto de termos visibilidade, não só nacional como internacional. Ao longo da minha carreira de piloto, tenho sido apoiado pelas melhores empresas nacionais e internacionais, como a Alidata, Vodafone, Galp, Siva, Seat, Caixa Geral de Depósitos e, mais recentemente, a Kia. Isso, para mim, deixa-me muito orgulhoso e mais motivado para vencer e levar mais longe tanto essas marcas como o nome de Portugal”, explica.

 

LER NA ÍNTEGRA

Partilhar

Contacte-nos. Clique aqui.

Se necessita de mais informações, deixe-nos
a sua mensagem e entraremos em contacto consigo.